FISCALIZAÇÃO ELETRÔNICA

No Brasil existem muitas formas de garantir que a lei seja cumprida, no trânsito também é assim, e uma das formas de garantia da lei no trânsito é a fiscalização, a maioria é feita por agentes de trânsito, que podem ser policiais ou guardas civis, mas também existem outras formas de fiscalização.

Vivemos no século XXI, o século da tecnologia e da informação, é lógico que a fiscalização não ficaria somente nos meios tradicionais e com a intenção de utilizar a tecnologia para a garantia das leis de trânsito é que foi criada a fiscalização eletrônica.

No artigo de hoje nós vamos te explicar o que é e como funciona a fiscalização eletrônica, para que você tenha um maior entendimento sobre essa tecnologia.

Mas, antes de prosseguirmos, nós temos uma dica pra você, se você foi multado e pretende recorrer, recorra com Liberty Multas!

Nós te oferecemos uma consulta grátis, analisamos cada parte do seu caso detalhadamente e recorremos pra você!

O que é a fiscalização eletrônica

A fiscalização eletrônica é feita por meio de radares e detectores, que identificam se um condutor está trafegando acima da velocidade ou se ele está trafegando com veículo em situação irregular, os radares e detectores devem estar visíveis e em locai permitidos pela lei, caso eles não estejam, o condutor poderá recorrer às multas recebidas.

Os radares inteligentes podem inclusive flagrar condutores cometendo infrações de trânsito, fotografar a infração e informar os órgãos de trânsito de maneira automática, para que o infrator seja punido.

 Quais são os tipos de fiscalização eletrônica

– radares móveis

Os radares móveis não são tão utilizados, eles ficam dentro de um veículo que contém um radar e os agentes trafegam com esse veículo, medindo a velocidade dos outros veículos que passam por ele.

Existe também o radar portátil, ele é um tipo de pistola onde os agentes de trânsito miram no veículo em que desejam para verificar a velocidade.

– Fiscalização eletrônica fixa

Esse tipo de fiscalização pode ser ter muitas variações e tipos diferentes, mas no geral ela cumpre a sua função de ficar posicionada em um local estratégico e realizar a fiscalização do trânsito, verificando possíveis infrações e denunciando os infratores.

Como se defender de multas aplicadas pela fiscalização eletrônica

Caso a fiscalização eletrônica esteja em um ponto que não seja visível ou esteja em local irregular, você pode recorrer às multas aplicadas por ela, mas para recorrer você vai precisar comprovar, e para te ajudar nessa missão é recomendado que você procure ajuda profissional.

Procure uma empresa que realize recursos de multas, na Liberty Multas por exemplos todos os funcionários têm experiência na área de recursos de multas e são qualificados para te ajudar.

Bom, a empresa de recursos e você vão reunir todas as provas necessárias, a empresa vai realizar uma análise de todo seu caso, depois a empresa vai elaborar um recurso pra você, no final a empresa ela vai recorrer pra você.

Conclusão

Foi apresentada a importância da fiscalização eletrônica na vigilância do trânsito e também quais são as funções e tipos desse estilo de fiscalização presente no trânsito brasileiro, além de darmos dicas de como um condutor pode se defender de multas aplicadas por essa fiscalização.

Caso você tenha recebido uma multa, não fique preocupado, recorra com a Liberty Multas!

Nós somos uma empresa de recursos de multas que está sempre em prontidão para te ajudar, te oferecemos uma consulta gratuita, analisamos seu caso com atenção e recorremos pra você.

Veja também: